segunda-feira, fevereiro 06, 2012

A cidade de Búzios continua linda

Que saudades sentia daquele lugar! Tenho uma paixão nada secreta por Búzios desde o dia em que pisei lá pela primeira vez. Adoro aquele clima de verão, praia, calor. Pessoas lindas andando de um lado para o outro. Diferentes estilos, culturas, roupas, cortes de cabelo. 

Salto alto e havaianas convivendo nos mesmos bares, noitadas, restaurantes. Desarrumado? Feio?! Fora de moda?! Que nada! Em Búzios nada disso vale. Todo mundo fica bonito vestindo qualquer coisa. A Rua das Pedras, mais parece uma passarela nem um pouco convencional. É um desfile de todo tipo de gente. de todo tipo de estilos. De todo tipo de cores, idades, idiomas. Tem coisa mais gostosa do que isso?

Confesso que na minha última "caminhada" por Búzios, lamentei. Achei que haviam estragado o meu lugar tão querido. Na época, passava a novela do Manoel Carlos e a Helena vivia pelas terras de lá. Os sites de compra coletiva estavam e estão borbulhando de ofertas - hotéis em Búzios com descontos gigantescos. Duas boates para lá de famosas estavam "bombando" de programações todas as noites - e por isso, alguma coisa por lá andava bem diferente. 

Naquela ocasião não ouvi diferentes idiomas, nem vi diferentes roupas, nem cortes de cabelo. Vi sandálias de salto alto em pernas tropeçantes na Rua das Pedras, vestidos iguais e cabelos com cortes e cores parecendo terem saído todos do mesmo salão. Resmunguei, xinguei e lamentei. A diversidade de culturas e de estilos, que eu tanto amava, tinha ido pelo espaço. Haviam apenas garotinhas e garotões sedentos por uma música eletrônica, um beijo e nada mais (ou mais alguma coisa). 

Mas neste final de semana, minha alegria foi enorme ao ver que alguma coisa voltou ao normal. No meio de todos aqueles "vestidos da moda" (padronizados - tomara que caia, agarrados e curtos), e de todas aquelas camisas polo, com calças jeans... Algumas pessoas pareciam ter novamente desembarcado em Búzios com seus estilos totalmente diferentes e charmosos.Viva! 

Me desculpem pelo comentário aqueles e aquelas que adoram seguir as tendências como manda o figurino. Não vejo nada de errado com os vestidos apertados e os saltos, nem com as camisas arrumadinhas dos meninos. Longe disso! O grande X da questão é o que uma amiga ouviu outra certa amiga dizer filosoficamente (risos), depois de uma noitada em Búzios - "Amo esse lugar! Ninguém te olha feio se você vai para uma boate de chinelinho". 

Isso é o que me fez sempre amar aquela cidade. Não apenas o "chinelinho", mas a grande diversidade! Aquele charme todo do diferente. Aqueles cabelos de diferentes tons, ondulados, lisos, curtos, compridos... Os meninos com moicano, mullet, cabeça raspada, rabo de cabalo... chinelos, sandálias, saltos, sapatos! Tudo! Tudo! Tudo! Não apenas uma coisa só. 

Mas foi muito bom e me alegrou muito, neste final de semana, ver que tudo (ou pelo menos alguma coisa!) voltou a ser como sempre foi. Os barzinhos voltaram a ficar cheios - não apenas as boates. A Rua das Pedras voltou a ter outros sotaques e idiomas. O charme do diferente voltou a circular! E eu parei de xingar a Helena (mas Manoel Carlos, não coloque mais nenhuma por lá, ok?!) 

2 comentários:

Vanessa disse...

Eu nunca fui a Búzios, aliás, nunca fui ao Estado do Rio de Janeiro...sniff, queria taaanto.

Vanessa - Balaio

Thaís Cimino disse...

Que super achar seu texto hoje!!! Fui pra lá no carnaval... já tinha ido outras vezes, mas dessa vez fiquei mais tempo! Lá é mágico né? Tudo muito lindo. :)

Beijoos
http://devoramoslivros.blogspot.com